Gran Canaria
GranCanaria.com El Tiempo Hoy Home

Cultura

 

Património arqueológico e monumental de Gran Canaria

Património arqueológico

Talvez já tenha ouvido falar disso. Talvez já lhe tenhamos contado. Porque sempre repetimos que Gran Canaria é uma ilha “remisturada”. E esta mescla provém da influência das 117 culturas que se detiveram alguma vez aqui para descansar. Numa ilha que foi durante séculos a fronteira com o mar espelhado, do qual não se sabia se terminava em algum lado. O porto onde tomaram terra 100.000 viajantes.

Desse cruzamento tão diverso de pessoas, germinou em Gran Canaria uma cultura peculiar, com retalhos de mil pontos do globo.

Um casal a sorrir diante da Casa de Colombo
Dois visitantes durante uma visita à Cueva Pintada de Gáldar

Mas antes que se consolidasse essa mistura, já crescia em Gran Canaria uma antiga cultura aborígene. Transmitiram-nos um valioso legado patrimonial, um pequeno tesouro arqueológico. Um vestígio sólido da vida dos primeiros habitantes da ilha.

Gran Canaria está salpicada de interessantes jazidas, algumas de grande espetacularidade, onde se conserva o património das comunidades pré-hispânicas. Para descobrir todo esse mundo antigo existe um leque de lugares, embora não queremos deixar de recomendar a visita ao Museu Canário, na capital, e ao Museu e Parque Arqueológico da Cueva Pintada, em Gáldar. O Museu da Cueva Pintada permitir-lhe-á conhecer os restos da antiga comunidade de Agáldar, em recintos abertos e condicionados ao público após mais de 20 anos de trabalhos de escavação.

São igualmente interessantes estas outras jazidas (+info)

 

Património monumental

Porém, o Património da ilha não se limita ao período pré-hispânico. Em cada pequena povoação, em cada pequena aldeia, surge uma pegada que soma gerações e gerações de ilhéus. Um passado histórico que mescla 5 séculos de história europeia, que serviu de prólogo às viagens de Colombo e à expansão de Espanha no continente americano.

Vista exterior da Casa de Colombo
Um grupo de jovens a conversar sentados numas escadas de pedra

Ainda nos chegam aromas dessa época de viajantes nas estreitas ruas do casco de Vegueta, um bairro nascido no século XV, que ainda hoje se retorce aos pés da Catedral da capital. O mesmo acontece nas ermidas das localidades mais elevadas. E nas igrejas das diferentes povoações que salpicam a ilha. Em todas elas verá os estilos arquitetónicos mais variados, os mesmos que passaram através dos séculos na Europa e que em alguns casos parecem elaborados sob o sincretismo mais variado.

Um casal a passear pelas ruas de Vegueta
Um casal a consultar um mapa de Gran Canaria

Bairros históricos, arquitetura, igrejas, monumentos... tudo isto foi erguido no centro de uma ilha, no meio de uma paragem, que parecia encravada em nenhum lugar ... E ainda se mantém aqui. Tudo isso viajando de mão dada sobre a superfície da ilha. Talvez lhe interesse conhecê-lo.

(+info sobre Património Monumental)

Patronato de Turismo de Gran Canaria. Todos los derechos reservados.
Marco Legal